Skip to content
BibliaS2

Quem é Jesus?

6 de abril de 2020

Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez. 

João 1:2,3

João diz, sem qualquer dúvida, que Jesus é Deus, ele declara que Jesus é o Criador de todas as coisas. Isto explica a estranha e notável personalidade de Jesus. Ele é o criador de todas as coisas, oito vezes no capítulo de abertura do Gênesis diz ele, e Deus disse: que haja luz, e houve luz. Disse Deus: Que haja um firmamento entre os céus e à terra e houve; que à terra produza árvores e vegetação, e estas brotaram.

O Filho de Deus, estava falando em ser o que o Pai tinha concebido naquela sua espantosa mente. Qualquer cientista que estuda no reino natural fica sempre espantado quando vem a ver a complexidade da vida, a simetria maravilhosa das coisas, o que está por trás de toda a matéria visível, as moléculas, o átomo, a composição de uma flor ou de uma estrela. A ordem, o desenho e a simetria óbvia de tudo é espantosa.

Todos nos interrogamos sobre o que vimos através de algumas das descobertas da ciência. Tudo isso estava no pensamento de Deus, mas nunca teria sido expresso até que o Filho o tivesse dito; ele falou e estas coisas surgiram. Então este Homem espantoso, Jesus de Nazaré, no mistério do seu ser, não era apenas um ser humano aqui na terra conosco, diz João, mas foi Aquele que no início falou o universo para a existência. Ele o entende; ele sabe como ele funciona; ele é capaz de dirigi-lo, guardá-lo e guiá-lo. Ele falou-o até à existência.

Além disso, diz João, Jesus o sustenta: sem ele não foi feito nada do que foi feito. Ele é essencial para ele; ele é o que o mantém e o mantém em existência. Sempre fiquei fascinado com o grande acelerador linear que corre para as montanhas nas traseiras da Universidade de Stanford.

Este acelerador linear é um grande destruidor de átomos, que absorve energia que é desenvolvida no início desse grande túnel e aumenta constantemente a sua velocidade até se aproximar da velocidade da luz, de modo a que as partículas de energia se esmaguem no alvo de um átomo.

Porque é que é necessária tanta energia para libertar o que está num átomo, para que os cientistas possam investigar os electrões, os prótons e outras partículas que compõem esse átomo? A ciência há muito que faz essa pergunta, mas não conseguiu encontrar uma resposta para a mesma. Há uma força que eles não conseguem descrever ou compreender e que mantém todas as coisas unidas.

O Apóstolo Paulo diz-nos que Jesus é essa força: ele mantém todas as coisas juntas (Colossenses 1:17). Hebreus diz, Ele está sustentando o universo pela palavra do seu poder (Hebreus 1:3). É por isso que nós não podemos esquecer Jesus: nós somos mantidos juntos aqui hoje pela sua palavra e pelo seu poder. É por isso que não nos desfazemos e explodimos em pedacinhos. Algo nos mantém unidos, e isso é dele.

Oração

Obrigado, senhor Jesus, por teres criado todas as coisas e por sustentares todas as coisas. Te louvo pelo teu poder, sabedoria e criatividade.